cross colum 1

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Como Plantar pimentões em vasos.

Caros amigos do Canal e Blog Pomar e horta em Vasos, hoje vamos conversar um pouquinho sobre Pimentões, essa semana postaremos o vídeo sobre como cultivar esse legume delicioso, muito apreciado na culinária para saladas, cozidos e conservas.




De sabor inigualável, o pimentão é fonte de diversas vitaminas e sais minerais, tais como a Vitamina A, B1, B2, B5  e C além de ferro, potássio, sódio, cálcio e fósforo.  Importante salientar que cada um deles possuem mais ou menos de determinada propriedade de acordo com sua coloração.

As colorações mais comuns encontradas são a vermelho, verde e amarelo,  todas elas tem baixo teor calórico ideais para dietas para perda de peso, sendo que a variedade verde é a mais fácil de produzir em plantações abertas sem o auxilio de estufas.

O pimentão é da família das solanáceas, a mesma da batata, jiló, berinjela e tomates, sua espécie é a Capsicum annuum, e ao contrário das suas irmãs Pimentas que são do mesmo gênero, nossos amigos pimentões não possuem ardência ao serem consumidos, devido a falta da substancia capsaicina.


                                         https://www.youtube.com/watch?v=1UvuGjc1pjU

Solo ideal

O solo mais propício ao plantio de pimentões é o solo descompactado, sempre umedecido, rico em matéria orgânica, bem drenado, com o pH entre 6 e 6,5.

Se for escolher plantar em vasos, escolha vasos de no mínimo 10 litros de volume e pelo menos 25 cm de profundidade, lembrando que se for maior você obterá melhores resultados, e precisará tomar menos cuidado com a hidratação da terra, devido a constante falta de água.

A irrigação do solo deve ser constante, de forma que se mantenha a terra ou substrato no vaso ou canteiro sempre úmida, mas nunca encharcada, dessa forma sugiro um sistema de irrigação por gotejamento por mangueira ou por recipiente em pet para cada planta.


Clima Ideal


O melhor clima para o plantio de pimentões é o tropical e o sub tropical, com temperaturas ideais entre 21 a 27°C, caso haja interesse em plantar em regiões de clima temperado, melhor fazer isso nas épocas mais quentes do ano, ou utilizar uma estufa para o plantio.

O pimentão precisa de boa luminosidade para o perfeito desenvolvimento, cerca de 4 horas por dia de luz solar direta são o suficiente para o crescimento pleno da planta, caso ocorra a falta de luz direta no meio do cultivo, ocorrerá a podridão dos brotos apicais.



Como Plantar


1- O primeiro passo para o plantio de pimentões é adquirir as sementes, estas podem ser conseguidas diretamente do legume, ou comprada em saquinhos de um bom fabricante.

2- Insira as sementes num copinho com água e deixe de um dia para o outro de molho.

3- jogue fora as que boiarem por estarem ocas e termos a certeza que essas não irão germinar de modo algum

4- Seque as que sobrarem em papel toalha na sombra.

5- Plante em sementeiras, copinhos de papel ou plástico descartáveis furados no fundo e aguarde de 7 a 15 dias pela germinação.

6- Regue sua sementeira constantemente a fim de mante-la sempre úmida, deixe em lugar ventilado com boa luminosidade sem raios solares diretos.

7-Assim que sua muda atingir 10 cm mais ou menos com 4 a 5 folhinhas, já é possível transplantar, retire o torrão do copinho sem abala-lo e reserve enquanto prepara o vaso.




8- O vaso deve ter pelo menos 10 litros de volume e ser furado no fundo, coloque uma camada de pedriscos e uma outra logo em seguida de areia, para realizar a drenagem, depois insira a mistura de 50% de terra vegetal, 40% de substrato ou húmus de minhoca e 10% de areia.

9- Finque uma haste para servir de tutoramento para a nova planta e por fim transplante definitivamente a muda.



10 - Vá amarrando sua planta conforme seu crescimento para não perder a muda, retirando todas as brotações que ocorrerem abaixo da primeira bifurcação.

11- Colha seus pimentões geralmente de 120 a 150 dias após o começo do processo, quando os frutos estiverem começando a mudar de cor, dessa forma você evita doenças e apodrecimento dos frutos.

Quem gostou desse post não deixe de participar do nosso blog ,dessa forma você receberá uma notificação todas as vezes que postarmos novas dicas sobre cultivos.
Clique aqui e seja nosso amigo!

Assista também ao nosso vídeo sobre o cultivo de pimentas dedo de moça!

                                         https://www.youtube.com/watch?v=BzJX63_G69Q

Grande abraço a todos e obrigado pela leitura.


Leia alguns outros tópicos do blog:
Como germinar mais rapidamente as sementes no Inverno!
Super adubo líquido orgânico caseiro, natural e grátis!
Como cuidar de suas árvores frutíferas em vasos !
Como plantar morango em vasos!
Como Plantar Maracujá !
como plantar alfaces em casa!

Siga-nos nas principais redes sociais!
Nosso Instagram
Nosso Grupo no Facebook
Nosso Twitter
Nossa Comunidade G+



sábado, 7 de maio de 2016

Como montar um minhocário simples para obter de húmus de minhoca.

Hoje vamos conversar um pouquinho sobre a  vermicompostagem e sobre como fazer o processo de criação de minhocas para a produção de húmus isoladamente e assim ter menos manutenção no sistema.


Ensinaremos a fazer um minhocário simples utilizando apenas quatro itens:

1- Uma bacia de preferencia com um grande diâmetro de boca.
2- minhocas do tipo californiana
3-  fezes de animais
4- um pouco de palha seca,

 Dessa forma você vai evitar diversos problemas que existem na compostagem padrão(com restos de alimentos),  tais como o mau cheiro ou a presença de larvas que ocorrem no caso de não revolvermos o sistema. e terá seu húmus de minhoca perfeito e mais rápido pronto para usar.

                                        https://www.youtube.com/watch?v=NFaAWy03AkY


O processo é muito simples, e consiste em inserir numa bacia ou caixa um pouco de minhocas e húmus, além de alimentos para estas minhocas consumirem e se multiplicarem que no nosso caso é o esterco de alguns animais que criamos, tais como boi, galinha, coelho e etc.., e por fim cobrir tudo com palha seca para evitar mau cheiro e animais indesejáveis.

As minhocas que foram inseridas no meio vão começar a se alimentar do esterco, defecando e se reproduzindo através de postura de ovos no local, esse material rapidamente se transforma em húmus de minhoca que é a mesma coisa que excremento de minhoca.

Quando o processo estiver pronto depois de uns 2 meses, você começa a retirar o húmus, retire primeiro as camadas de cima jogando luz nas caixas fazendo com que as minhocas vão cada vez mais para o fundo já que nossas amiguinhas são foto sensíveis tendo verdadeiro horror por luz.

Assim que a caixa ou bacia estiver quase vazia, suas minhocas estarão no fundo da caixa e essa é exatamente a hora de alimenta-las novamente, encha sua caixa com novo esterco  e recomece todo o processo.

Caso você não tenha um meio de conseguir esterco você pode utilizar  restos de alimentos como comida para suas minhocas, mas para facilitar sua vida e não deixar sua composteira muito difícil de cuidar sugiro que separe os processos compostando seus restos em uma composteira normal ao sol com processo quente, levando apenas o produto de decomposição para suas minhocas comerem num local fresco, se puderem assistam também ao vídeo dos dois sistemas trabalhando juntos, compostagem e minhocário.

                                         https://www.youtube.com/watch?v=DeElL9TRBBc

Se você já fez sua composteira padrão e está tendo problemas com esse aparato, temos um outro vídeo para que entenda os principais conceitos sobre uma compostagem, pois a maioria dos problemas que observo nas composteiras dos amigos do canal, se dão por falta de conceitos simples que com uma simples modificação seriam resolvidos em minutos:



                                         https://www.youtube.com/watch?v=NzqWKc0cThk


Espero que estas dicas possam ajudar a todos vocês em suas composteiras e minhocários domésticos, sempre lembrando que o importante é nunca desistir, pois a qualquer momento podemos aprender novos conceitos que facilitarão o alcance dos nossos principais objetivos.